Pesquisar

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Para entender as franquias - reportagem da Empire

Franquias podem ser divertidas. Porém, atualmente, não é suficiente uma sequência ou um remake. Há os reboots, re-imaginings, spin-offs… e isso é só uma parte. Em 2012, por exemplo, tivemos um threequel de um reboot (O Cavaleiro das Trevas Ressurge, The Dark Knight Rises) e a primeira parte de um prequel em três partes de uma re-adaptation (O Hobbit, The Hobbit: An Unexpected Journey). Confuso? Então vamos desenhar...
Original
Original - uma raridade.
Sequel
Sequência.
Threequel
Treequel - terceira sequência.
Prequel
Prequel - mostra os acontecimentos anteriores ao primeiro
 filme.
Midquel
Midquel -  exemplo: Jogos Mortais IV.
Sidequel
Sidequel/Parallaquel - sequência que mostra sobre outra
 perspectiva a mesma história.
Pseudosequel
Pseudosequência - exemplo: Titanic II.
Interquel
Intersequência - exemplo: Velozes e Furiosos, Desafio
 em Tóquio.
Remake
Remake - uma nova versão de um filme já feito.
Re-imagining
Reimaginação - uma nova versão que muda algumas
 coisas ou  totalmente o original.
Reboot
Reboot - um filme que, esquecendo dos filmes anteriores,
 tem sua total  independência criativa para retomar
 um personagem ou história.
Retcon
Retcon - exemplo: Superman, o Retorno.
Adaptation
Adaptação - exemplo: O Poderoso Chefão.
Reinterpretation
Reinterpretação - uma adaptação que nada ou pouco se
parece com o material em que é baseada.
Exemplo: 10 Coisas que Eu Odeio em Você.
Spin-off
Spin-off - exemplo: Gato de Botas, O Legado Bourne.
Cross-over
Cross-over - exemplo: Freddie Vs. Jason, King Kong Vs. Godzilla.
Installment
Instalment - O Senhor dos Anéis, As Duas Torres;
 Harry Potter e a Câmara Secreta.
Fonte: empireonline.com