Pesquisar

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

O Oscar que fala francês, Cannes vem aí e Novas da Broadway de Mogli a Once!

O ator Jean Dujardin desembarcou na França nesta terça-feira (28) com a estatueta do Oscar em mãos. Ele venceu o prêmio na categoria melhor ator em cerimônia que aconteceu no domingo (26) em Los Angeles.  (Foto: Thibault Camus/AP)
Cercado por multidão, Jean Dujardin caminha pelo aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, em chegada à França após vencer o Oscar. (Foto: Thibault Camus/AP)
A França estava mergulhada nas celebrações do Oscar nesta segunda-feira depois que "O artista" venceu cinco prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, incluindo o de melhor ator, gerando uma onda de orgulho nacional.
As estações de televisão exibiam sem parar o discurso de agradecimento do ator francês Jean Dujardin ao receber o Oscar, a primeira página do Le Monde proclamava o "triunfo francês em Hollywood" com uma foto do ator levantando a estatueta, enquanto os políticos em campanha tentavam capitalizar a animação.
O presidente francês, Nicolas Sarkozy, classificou a performance de Dujardin de "deslumbrante", enquanto seu rival socialista para a presidência, François Hollande, disse que os cinco prêmios do Oscar vencidos por "O artista" transformavam o filme em uma "lenda do cinema francês".
"O artista", tributo francês à era do cinema mudo de Hollywood, ficou com os prêmios de melhor filme, melhor diretor (para Michel Hazanavicius), trilha sonora e figurino, além de melhor ator para Dujardin.
"Estou com a sensação de estar em um banho quente sem muita vontade de sair", disse Dujardin à rádio RTL na manhã desta segunda-feira. "A pressão está indo embora e é muito, muito agradável."
Nas semanas que antecederam a premiação, o programa de notícias satírico Le Petit Journal apresentou clipes recorrentes de "Jean vs. George (Clooney)", uma brincadeira imitando as disputas de boxe nas quais as imagens dos dois rivais apareciam em meio a uma música teatral e efeitos especiais.
Em um artigo de várias páginas na revista Paris Match da semana passada, a mulher de Dujardin, Alexandra Lamy, disse que o comportamento da população da França mudou desde que o marido foi indicado ao Oscar.
"Eles encorajam Jean, eles querem que ele vença por eles, pela França. Parece que estamos de volta a 1998, durante a Copa do Mundo", disse ela.
Mais de 39 milhões de norte-americanos assistiram à cerimônia do Oscar (26) no domingo, um aumento na audiência em relação à festa de 2011, apesar de um espetáculo descrito pelos críticos de antiquado e do prêmio de Melhor Filme ter ido ao pouco visto filme mudo francês "O Artista".

Fonte: G1.
----------------------------------------------------------------------------------

“Cinquenta anos após sua morte, Marilyn ainda é uma figura importante no mundo do cinema, um ícone eterno, cuja graça, mistério e poder de sedução permanecem contemporâneo,” a produção do Festival declarou na terça a noite, completando: O Festival é um templo do glamour e Marylin é sua perfeita encarnação." A edição de número 65 do Festival acontecerá de 16 a 27 de maio.

Fonte: The Hollywood Reporter.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mary Zimmerman,  ganhadora de um Tony por Metamorphoses , escreverá e dirigirá a adaptação do clássico da Disney, The Jungle Book (Mogli - O Menino Lobo), de acordo com The Chicago Tribune. Baseado no filme animado de 1967, que é uma adaptação da coleção de histórias de Rudyard Kipling, o musical começará em Chicago na temporada 2012- 2013 da programação do Teatro Goodman. Até agora não há mais notícias sobre o elenco ou responsáveis pela adaptação.


-------------------------------------------------------------------------------------
Estreia hoje, baseado no filme Apenas Uma Vez (Once, no original) de 2006, 
-------------------------------------------------------------------------------------