Pesquisar

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

[V>Teatro] Pernas Pro Ar



Três anos depois de Sweet Charity, a atriz Claudia Raia de 42 anos, estreia no Teatro Bradesco Pernas pro Ar, musical de Marcelo Saback com base em texto de Luis Fernando Verissimo. Dirigida por Cacá Carvalho, ela vive uma dona de casa sonhadora que, de repente, resolve sacudir a rotina.
-Você terminou de gravar A Favorita 10 quilos acima do peso. Foi difícil entrar em forma novamente?
Acabei a novela em janeiro e, um mês depois, já estava no meu peso habitual, 65 quilos. Na época, trabalhava dezoito horas por dia, machuquei o pé e fiquei imobilizada. E eu a-do-ro comer! Imagina, então, estressada e sem poder praticar exercícios... Tenho diariamenteaulas de dança e musculação, para finalizar. Ensaiei oito horas diárias para o espetáculo e ainda corro na esteira cantando, para treinar a voz sem perder o fôlego.
-Os musicais estão em grande fase no Brasil. O que você acha do preço do ingresso?
Ele é caro em qualquer lugar do mundo. Mas desta vez eu queria falar com um público maior, sabe? Minha personagem é uma mulher simples, cansada de sua vidinha, que ouve um conselho: 'Siga suas pernas'. Queria trabalhar para pessoas que me conhecem das novelas e não podem pagar cento e tantos reais no teatro (o preço dos ingressos de sua nova peça varia de 50 a 200 reais). Estou fechando apresentações ao ar livre em várias cidades e meu sonho é apresentar Pernas pro Ar no Museu do Ipiranga.
-Pensa em fazer outras coisas que não sejam musicais?
Com certeza. Quero me testar. Meu próximo espetáculo será completamente experimental, algo que eu faça em um espaço pequeno, para poucas pessoas. Já conversei com o Cacá Carvalho sobre isso. Um sonho que tenho é interpretar a personagem Geni, de Toda Nudez Será Castigada, de Nelson Rodrigues.



A estrutura é de megaprodução. São 40 profissionais viajando para montar o espetáculo, que tem orquestra ao vivo, nove projetores, 12 computadores. Mas Claudia, que estava afastadado palco há três anos, tempo em que se dedicou às novelas, quer mesmo é democratizar o estilo musical. "Queria criar um projeto possível de itinerar e encontrar outras tribos, até aqueles que acham que teatro é muito para eles, embora isso seja uma bobagem", conta. Claudia foi uma das responsáveis pela retomada dos musicais no país. "As pessoas precisam ter acesso aos musical. Reiniciei esse estilo, seguindo pelo teatro de revista, para que ninguém nem percebesse o que a gente estava fazendo. Mas era impossível que este estilo não desse certo aqui, um país extremamente musical", avalia a atriz, que desde criança é bailarina. 



Fonte: Veja São Paulo


Turnê 2009 - Pernas pro Ar
São Paulo
4, 5, 6, 11 e 12 de dezembro
Teatro Bradesco
informações: (11) 3670-4141
Televendas Ingresso Rápido (11) 4003-1212